Seguidores

TRADUTOR

quarta-feira, 22 de abril de 2020

REFLEXÃO DE UM PELE VERMELHA







Ah! Como era lindo de se ver! O meu povo todo reunido em volta da fogueira, ali no centro da tribo! O velho pajé na frente da fogueira, iniciando mais um ritual, mais uma saudação para agradecer ao nosso Deus, a Tupã,  por nossa fartura na caça, na pesca e na nossa pequena lavoura, pequena mais variada.

Logo que o sol nascia, a vida na aldeia se iniciava, aos poucos um a um ia se levantando, cada qual já sabia de sua obrigação. 

Muitas obrigações eram para benefício da tribo toda, na verdade, a maioria, todos cooperavam.

Quando os guerreiros saíam para caçar, não era de quem caçou, toda caça do dia era dividida entre as famílias da tribo. Amparávamos uns aos outros. Tínhamos nossas leis, tínhamos poucos membros da Tribo que não agiam de forma para o bem comum, mas estes o Cacique com o Pajé saberiam decidir o que fazer. 

Mas no geral a vida era calma,tranquila mesmo, éramos unidos e com as outras tribos que tínhamos trato selado de paz também nos uníamos nas horas difíceis, fosse dificuldades nossas ou delas, sabíamos o significado da palavra honra. 

Um dia, não sabíamos, mas iríamos conhecer a deslealdade, a maldade gratuita, a vileza, gente que não tinha honra, gente que não valorizava a vida, que traria o fim de nossa paz. 

Vieram não de jangadas, vieram com barcos imensos, não pelos rios, mas pelo oceano, traziam a falsidade, a tudo olhavam procurando uma forma de ganho para  si, viam-nos como selvagens, como qualquer animal selvagem das florestas.

Com sorrisos e presentes tão simplórios, que para nós eram tesouros, pois não conhecíamos, ganharam a nossa confiança. Assistiram nossos rituais, olharam com cobiça as mulheres, aos poucos foram tomando conta. Nós em nossa simplicidade até achávamos que Tupã os havia mandado para nos ensinar. Triste ilusão. 

Tomaram conta da terra, nos obrigaram a abandonar Tupã, ameaçando-nos de arder no fogo do inferno, mataram muito dos nossos, nos aprisionaram, tentaram nos escravizar, mas nós nos recusamos a obedecer, nos bateram, nos feriram, estupraram as mulheres, roubavam as crianças. 
Trocaram-nos pelos pobres negros, que longe de suas terras não tinham como reagir. 

Havia bons padres, nem todos eram bons, mas havia um ou outro que nos defendia, a estes recebíamos com carinho, mas pouco conseguiam fazer, aqueles que a tribo foi dizimada, levavam para as missões, eram bem tratados, só que cultuavam Tupã às escondidas, passaram a ter duas fé, não queriam ofender, era uma forma de agradecer. 

Nós é que éramos selvagens? Nós que iríamos arder no inferno? Nós considerados até hoje os invasores da terra em que nossos ancestrais viviam. Nem  a menos nos deixam em paz na terra que eles resolveram der a bondade de ceder a nós. 

Enfraquecemos, não o corpo, o espírito, a confiança em Tupã quase desapareceu, as doenças dos homens brancos também nos matava, hoje o que somos? 

Olho meu povo,tão humilhado, hoje imploram um espaço para sobreviver, imploram ajuda, alguns caem nas malhas dos vícios humanos, antes viviam das benção divinas, são taxados de preguiçosos, mas apenas perderam o sentido da luta da vida. 

Ah se soubessem! Teriam lutado até o último indígena estar morto, pelo menos iriam viver com Tupã e lá com certeza uma terra lhes daria. 

Apenas reflexões de um pele vermelha.


Luconi
19-04-2020

 As imagens acima são do passado. Mas a violência continua, invadem 
suas reservas grileiros e posseiros e no Mato Grosso PENTECOSTAIS invadem aldeias para torturarem as mulheres mais velhas que são as que guardam os segredos da fé que cultuam, queimam o local que destinam para se reunirem e realizarem seu culto. Ninguém aparentemente faz nada, é denuncia em cima de denuncia e aparentemente nada foi feito. 

Tudo por ganância de uns, outros o que é pior dizem que fazem em nome de Cristo, isto nos dias de hoje. VERGONHA! É O QUE SINTO DO SER HUMANO PORQUE TAMBÉM SOU SER HUMANO.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

IRMÃO PERDIDO NA FÉ






O que dizer a você irmão perdido na fé, que pula de doutrina em doutrina esperando encontrar quem sabe um milagre, ou talvez a perfeição. 

Dizer a você o que meu irmão, que o milagre que espera só você pode realizar através de sua fé, colocando-a em prática, mas não dentro de um templo, pois os templos seja de qual religião for, são para fortalecer o espírito do ser através dos sagrados ensinamentos, são para indicar metas, tesouros que os espíritos devem alcançar em sua vida terrena, são para unidos pela fé em Deus uns possam ajudar aos outros , unindo-se ali pelo amor fraterno e através das energias de amor, devem fortalecer àqueles que passam por situações difíceis, provações onde o espírito pode sucumbir.

Pois saiba irmão perdido na fé, com a desculpa que não se encontra em lugar nenhum, que você só encontrará o milagre que quer quando a sua fé fizer com que você se reforme intimamente, dando demonstrações disto em seu dia a dia, seja no lar, seja no trabalho, seja em suas horas de lazer. É exatamente a postura que toma em relação a seu próximo, o exemplo vivo de tua fé, não precisa propagá-la com palavras, as ações falam por si próprias, e são o maior testemunho que alguém pode dar. 

Agora querido irmão a perfeição com certeza não encontrará, pois todo templo seja qual for a doutrina que propaga, é constituído de seres humanos, tanto o sacerdote como os fiéis, e o ser humano nesta terra está exatamente numa escola para a sua própria evolução espiritual, colocando em prática tudo o que já aprendeu, fortalecendo desta forma seus conhecimentos e ganhando conhecimento do que ainda não conseguiu aprender. 

Ou seja, o ser humano está em uma escola onde ele é testado continuamente, como também é nesta terra bendita que o espírito pode se curar de suas doenças, é esta terra que proporciona ao espírito o remédio necessário para que ele se cure de seus males, por mais amargo que este remédio possa aparecer no momento, 
com certeza é uma benção de Deus, pois é através dele que nos curamos, do orgulho, do egoísmo, da inveja, da cupidez, da luxúria, do ódio, do materialismo, entre tantos outros males que afetam o nosso espírito.

Então irmão querido, que importa qual doutrina irá seguir, ou qual doutrina sacia a fome de sua alma, o importante é a maneira como você a segue, não só no templo, mas no seu dia a dia, onde deve colocar em prática tudo que neste templo aprender.

Seja qual for a doutrina que você escolher não se esqueça nunca que o principal mandamento é AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS, E  AMAR A TEU PRÓXIMO COMO A TI MESMO.

Não se esqueça "Que muitos caminhos levam ao Pai"!

Fique em paz, no amor Divino, 


Inspirado por Áspargos
psicografado por Luconi

em 29-06-2010 

Amigos não costumo colocar psicografias neste blog,
mas esta mensagem devido ao teor
que direciona a todos para a prática
do amor, parece-me de suma importância e não fere nenhuma doutrina religiosa.

sábado, 21 de março de 2020

MISERICÓRDIA A HUMANIDADE ERROU




MISERICÓRDIA essa é a palavra, esse é o sentimento que faltou a humanidade! 
A fome matou milhares, milhares de crianças morreram, morreram sob os olhares desesperados de seus pais, morreram e a humanidade os olhos fechou. 

Os sobreviventes passaram a se arrastar, subnutridos sem direito a nada, saúde, educação, oportunidades, amor.
Poucos se condoeram, poucos auxiliaram, poucos por que as nações queriam enriquecer, poucos  por que os outros se achavam repletos de problemas. 

A natureza foi aviltada, foi desrespeitada, foi destruída, para enriquecer as nações. 
Os povos nativos sofriam, foram sendo acuados, a fome e as condições precárias imperavam, mas contra os poderosos ninguém podia. 

Sem contar a vida animal do planeta, que a humanidade não se importou, espécies correndo risco de extinção e a humanidade até a custa deles queria enriquecer.
Algo precisava paralisar a humanidade insana, algo precisava mostrar ao Homem que ele reina até que o Criador permita. 
Que ele não é o dono do planeta. Que ele teve a supremacia para distribuir  
 riquezas com igualdade. 
Que as fronteiras dos países são marcos para divisão política, não são marcos para separar a humanidade onde todos são irmãos. 

A humanidade não teve misericórdia, a humanidade continuou apesar dos avisos que a natureza deu até que foi necessário um BASTA.

 Para que paralisados pudessem perceber o quão são pequenos, que para exterminá-la em um segundo o Criador o faz. 
Mas ainda por amor a esta humanidade, o Criador apenas os paralisou. 

Estão confinados? Que ótimo, devem gostar, porque nem por um instante quiseram contato com aqueles que de fome morriam, nem por uns instantes se dedicaram a paralisar àqueles que queriam disseminar os povos nativos. E muito menos dedicaram algum tempo para impedir a destruição da natureza. 

E agora vão entender e passar a sentir misericórdia? Torcemos e trabalhamos para que sim, que a dor traga o amor fraterno, o amor ao planeta e o amor aos verdadeiros valores. 
Aprendam a ter misericórdia e quem sabe humildemente peçam ao Criador do fundo de suas almas:

MISERICÓRDIA MEU DEUS PORQUE ERRAMOS.

21-03-2020
ditado por Áspargos

psicografado por Luconi

domingo, 15 de março de 2020

MINHA ESTRADA MEU CAMINHO


CLIQUE E PARTICIPE


MINHA ESTRADA MEU CAMINHO


A estrada tão longa parece, 
os olhos fecho, 
então penso, 
como seguir adiante. 

Parece que a solidão ali impera, 
o asfalto tão sem vida, 
a paisagem parada, 
nada ali me encoraja. 

Então uma voz me fala,
não vê o sol que brilha, 
que não se cansa, 
de sorrir para os caminhantes? 

A caminhada ser bela ou não, 
dependerá de teu coração, 
se ele estiver aberto, 
muita coisa teus olhos verão. 

Não deixarás passar a missão, 
missão que está a sua espera, 
pois nada é o acaso na vida, 
se aqui está é porque aqui encontrarás. 

Encontrarás a coragem perdida, 
o irmão que teu abraço espera, 
a criança que procura um guia, 
o pai que procura um filho. 

Encontrarás um irmão que te acompanhe, 
um irmão que te ensine,
outro que teu saber compartilhe,
encontrarás os verdadeiros valores. 

E quando olhares para trás, 
a estrada tão sem vida, 
repleta de flores estará, 
você o caminho continuará, 
e as lembranças serão a tua companhia. 

Luconi
15-03-2020