Seguidores

TRADUTOR

sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

PEDAÇOS DE MIM




No caminho de minha jornada,
muitos pedaços a mim agreguei,
parte de mim passaram a ser,
com eles era leve a caminhada.

O tempo foi passando,
pedaços fui perdendo,
alguns a verdadeira pátria voltaram,
outros caminho paralelo tomaram.

Cada pedaço perdido,
uma ferida aberta,
pelo amor cicatrizada,
restando regar com as lembranças.

Lembranças de risadas,
de afagos , de lutas,
algumas discussões que logo passavam,
pois o amor sempre mais alto falou.

Juntos unidos crescemos,
crianças, jovens e adultos,
todos tinham o que ensinar,
todos tinham o que aprender.

Aos poucos o caminho foi esvaziando,
aos poucos cada um tomou o seu caminho,
aos poucos só lembranças restaram,
aos poucos aprendi a esperar.

O reencontro com abraço apertado,
onde brilham os olhos,
onde tanto a falar,
onde tanto a ouvir.

Meu ser se alimenta destes momentos,
Olho cada um e vejo o passado,
Então sorrio,
Valeu e sempre valerá a pena.

Para o meu caminho volto,
não estou sozinha,
os meus pedaços sempre estarão comigo,
neste mundo ou no outro,
pois nosso amor nos faz um só.

Luconi

18-01-19

domingo, 6 de janeiro de 2019

A MÁSCARA DA FALSIDADE




Um dia a máscara cai,
então nós decepcionados,
perguntamos como pode,
nos sentimos enganados.


Esquecemos que o ser humano é falho,
alguns se permitem dominar por baixos sentimentos,
então a inveja, ganância, egoísmo,
do seu ser tomam conta.


Infelizmente a soma de tudo isso,
faz que predomine seu ego,
que se encontra ferido,
então na primeira oportunidade pisa no irmão.


Gosta do poder em sua mão,
gosta de sentir que dependem dele,
do passado se esquece,
passado não tão distante.


Nós também falhos seres humanos,
de primeiro momento nos revoltamos,
mas depois descobrimos,
que te amar o irmão não deixamos.


Mas a distância o amaremos,
a confiança perdemos,
mas coitado está doente,
doença da alma,
que só ele poderá aplicar o remédio.


Luconi
06-01-2019

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

SENHORA DO TEMPO O ANCIÃO E O JOVEM

Cabisbaixo no alto de uma pedreira,onde o as ondas do mar ali aos pés da pedreira arrebentavam, o ancião de barbas brancas e cabelos longos brancos parecia estar ausente em seus pensamentos.

Mas era apenas a impressão que dava, não podia jamais se ausentar de suas funções,eram muitas.

Um jovem despreocupado com barba rala e cabelos longos e pretos se acercava dele e o observava, comentando sem que parecesse que o ancião tivesse notado sua presença.

- Uma vida bem curta, apenas um ano, mas parece que viveu cem anos.
- Não meu jovem, não foram só cem anos, a Terra está com sete bilhões e seiscentos milhões mais ou menos, multiplique um ano por cada ser humano existente, isso sem contar todos os outros seres vivos do planeta.
- Como assim?
- Ora eu tenho nas telas do tempo cada segundo vivido de cada um deles, tristezas, alegrias, injustiças, dores, cada transgressão da Lei Maior e claro cada acerto desta mesma Lei cujo número não seria pequeno, mas as transgressões com suas consequências superam e muito o número dos acertos.
- Você sente tudo?
- Sim e não, porque neste instante alguém morre e outro nasce, alguém chora e outro ri, algo maravilhoso acontece a um ser vivente e no mesmo instante outro sente a desgraça na alma. Já faz parte de nosso mistério aceitar as ocorrências sabendo que tudo é aprendizado dolorido ou não, o algoz de ontem é a vítima de hoje, o semeador do bem faz a boa obra e sua tela do tempo reluz, mas apenas cumpre a Lei Maior. O que semeia o mal, está em estágio inferior precisa aprender e sabemos que ele aprenderá no tempo certo dele, suas vítimas não são suas vítimas à toa, se hoje engatinham na evolução, no passado foram semeadores do mal.- O ancião faz uma pausa.
- Bem meu jovem, será necessário alguns inícios de anos terrenos para este ciclo terminar na terra.
- Mas terminará, não?
- Claro que sim, talvez nem todos humanos estejam aqui, muitos retardatários irão continuar seu aprendizado em outro planeta, mas a Terra deverá seguir sua evolução própria e não mais será um planeta que os seres devem aprender no sofrimento, mas sim na alegria.
- Logo você se vai, retorna para se integrar ao todo do Tempo,de lá verá esta transformação e as telas gravadas serão então utilizadas para se separar o joio do trigo, quem já deve ficar paralisado e encaminhado ao outro planeta e quem merece continuar a ter chances por aqui.
- Isso mesmo meu jovem, você sabe tanto quanto eu esta parte, só não tem ainda a experiência de ter que registrar na tela de cada ser vivente os seus segundos de vida durante todo o ano que se iniciará.
- Sim, todos temos que aprender para evoluir e como ser do Tempo preciso disso para continuar minha caminhada.
- Já é hora, jovem.
- Saúdo a Senhora do Tempo, Senhora dos meus desígnios, que só ao Criador e abaixo dele a ela eu sirvo e você também jovem.

O ancião levanta os braços em direção ao infinito e raios de luzes o atingem e ele então vai se transformando e já não é um ancião, no seu rosto um largo sorriso e de repente aquela luz o envolve e não é mais visto.
O jovem tem lágrimas nos olhos, diante de seus olhos viu o seu irmão ascender, então olhando para o infinito azul, ajoelha-se e da Graças a Deus por ter permitido esta oportunidade de aprendizado e em seguida ergue os braços e diz:

- Minha Senhora do Tempo, mãe querida, estou pronto para iniciar, que eu seja digno de ser um filho do Tempo.
 
Raios de luz o envolve, ele sente a energia da Senhora do Tempo, ela estará a seu lado, olha para o mundo e sorri, os humanos já comemoram o seu nascimento.

Luconi
31-12-2018

UM ANO NOVO REPLETO DE BENÇÃOS A TODOS, COM MUITA PAZ, AMOR, SAÚDE, QUE O CRIADOR ESTEJA COM TODOS NÓS.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

SAUDADES DO DESCONHECIDO





Olhando o céu estrelado,
sinto-me anestesiada,
nenhuma dor incomoda,
a mente não mais pensa.


Apenas viajo no tempo,
desbravando o espaço,
arrancando-me suspiros,
saudades do desconhecido.


Desconhecido que percebo,
um dia tive conhecimento,
a alma feliz grita alto,
da energia a menos se saciando.


Sinto em meu âmago,
a beleza oculta no horizonte.
que não é a hora sei,
mas só aquela paz me basta.


Com um forte suspiro retorno,
sei que além do horizonte,
a verdadeira vida existe,
trago nos lábios um sorriso.


Minha fé foi renovada,
não terminei a caminhada,
preciso é continuar,
para um dia quem sabe chegar lá.


Luconi
28-12-18