Seguidores

TRADUTOR

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

CARROCEIRO DESUMANO




O que dizer dessa imagem? 

Seu salário é bem barato, 
a comida é só no pasto soltar, 
a água não precisa se preocupar, 
têm muitas poças pelo caminho. 

Mas se for época de seca, 
em cidade litorânea mora,
a água do mar não seca, 
sempre lá está.

Ah mas é salgada, 
engana que a sede mata, 
mas logo ela volta, 
à noite lhe dou um balde d'água. 

A noite um balde é rotina, 
manter ele vivo preciso, 
sem ele não trabalho, 
quando mais velho vendo. 

Cavalo velho rende menos, 
ainda um troco tiro, 
dou um trato, 
do trabalho lhe poupo. 

Uns dez dias pra pegar preço, 
só sei que no prejuízo não fico,
essa é a vida, 
e a vida precisa ser ganha.

Assim é o ser humano, 
ingrato e desumano, 
do pobre cavalo pena tenho, 
mas do futuro do carroceiro, 
tenho muito mais, 
ninguém foge dos olhos, 
que tudo vê e tudo sabe.


 Luconi
15-08-19

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

APRENDER A VIVER - REPARTIR O NADA



Você que diz nada sou, 
que lamenta nada tenho, 
não percebe que o seu nada,
para muitos seria tudo. 



Pare de só a si mesmo ver,
no universo de seu viver, 
um pouco do seu nada doe, 
perceba a transformação que acontece. 



Nos olhos tristes do irmão,  
verá uma luz acender, 
uma luz que chama esperança, 
naquele instante você é tudo.



Ninguém não tem nada para dar, 
nada custa um sorriso, uma palavra, 
nem tampouco os ouvidos emprestar, 
verá como você pleno se sentirá. 



A energia de doação, 
de repartir com o irmão, 
multiplica o seu nada, 
sem perceber o teu coração acalma. 



Assim nem perceberá, 
quando tudo ter, 
porque não mais se importará, 
aprendeu o que é viver. 


Luconi
08-08-19


quinta-feira, 25 de julho de 2019

NA ARTE SEU GRITO







NA ARTE SEU GRITO

Estava cansada de pensar, 
o que mais fazia era chorar, 
então pensou em algo criar, 
para com sua arte gritar.

 Pegou vários materiais, 
galhos secos que de amarelo pintou, 
um pobre animal que morreu, 
a bituca de cigarro que se apagou.

Não antes de na mata fogo atear,  
mas os homens verdes, 
da mata seus protetores,
correm para a mata salvar. 

A pedra com sangue manchada, 
aos que pereceram representa, 
pois são poucos que os chorarão, 
pois o Homem endureceu seu coração. 

Terminada a obra percebeu, 
que ali a dor de sua alma colocou, 
os humanos o mal que fazem, 
não têm noção, não percebem. 

Sem medir consequências agem,
depois apenas lamentam, 
logo esquecem, 
novamente a dor trazem. 

Luconi
25-07-2019

segunda-feira, 22 de julho de 2019

SOU DEUSA SOU MULHER




Sou negra, 
sou parda,
sou amarela, 
sou vermelha, 
sou branca, 
sou de todas as cores, 
sou um arco íris, 
sou o que quero ser,
quando ser eu quiser. 


O que importa, 
qual a cor da roupa,
que em espírito escolhi? 


A minha essência é a mesma, 
com ela o Divino me criou, 
dando-me o livre arbítrio. 


Sou a força feminina, 
por milênios,
anular tentaram. 


Abafada, oprimida, humilhada, 
aprendi a ser sábia, 
no tempo certo me libertar. 


Mostro-me ao mundo agora, 
 posso ser apedrejada, 
mas me acostumei às pedras. 


Pedras que em minhas mãos, 
rosas se tornam, 
porque sou Divina.


Da face feminina de Deus criada, 
sou deusa, 
sou mulher. 

Luconi

22-07-19