Seguidores

TRADUTOR

segunda-feira, 6 de abril de 2015

LUIZ HÁ QUANTO TEMPO?






Há quanto tempo,
um abraço não recebo,
de mãos dadas não passeio,
no seu peito não me aconchego,
um beijo não ganho.




Há quanto tempo,
para conversar não sentamos,
nas dificuldades nos unimos,
nas opiniões adversas discutimos,
e contrariados ficamos.




Há quanto tempo,
não comemoramos o teu aniversário,  com bolo de cenoura que só você fazia,
que ficava uma delícia,
mas que não ficara você dizia.



Há quanto tempo,
descobri que os melhores anos vivi,
quando junto vivíamos,
mas nós não sabíamos,
por isto não valorizávamos.




Há quanto tempo,
pelo que não vivi sofro,
por da verdade final ter fugido,
como se nada fosse acontecer vivido,
por covardia ou por não ter acreditado.




Há quanto tempo,
bem eu sei,
até o dia que te reencontrarei,
porque o amor é laço eterno,
te amo sempre para sempre.



Luconi
05-04-2015

23 comentários:

  1. Linda homenagem e carinho,cheio das saudades! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Luconi! O tempo é mesmo um paradoxo. Por vezes, surreal, utópico. Outras vezes, duramente real. Beijo! Renata

    ResponderExcluir
  3. Esse é "um tempo dolorido" que nos cobra o que deixamos de fazer...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Querida amiga

    Um dos filósofos que me inspira
    é Khalil Gibran.
    Em um de seus textos,
    presente no livro O Profeta,
    ele diz que o amor
    só conhece sua profundidade
    no momento da separação...
    Suas palavras me acordaram
    a lembrança deste texto...

    Que a vida lhe traga a cada manhã,
    o maravilhoso perfume da alegria...

    ResponderExcluir
  5. Quem sabe, no reencontro poderá haver a reparação do erro.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  6. Que linda e sincera declaração de amor! Não há erro, há vacilo, há deslizes...tudo pode ser compreendido quando, entre dois seres, se instaura o sentimento maior.

    ResponderExcluir
  7. Bom dia
    Avida passa por nós mas só no fim vemos as coisas que perdemos porque deixamos de viver bons momentos.
    Este exame é oportuno. Devemos viver bem e colhendo as boas amizades.
    No fim diremos como Camões:
    "...e tudo vale a pena se a alma não é pequena..."

    ResponderExcluir
  8. Oi, Luconi!
    Teve com quem dividir momentos preciosos e tem lembranças de um amor que se mantém apesar da distância. Ah, isso é muito bom!!
    Bom fim de semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  9. Oi Luconi! Passando para te cumprimentar e desejar um ótimo final de semana para ti e para os teus.

    Abraços,

    Furtado.

    ResponderExcluir
  10. Hoje estou de passagem para deixar
    um beijo com muito carinho.
    Desejar um feliz e abençoado Domingo.
    Amigos é sonho e a realidade mais linda.
    Um abraço minha saudade e todo meu carinho.
    Amiga preciso muito falar contigo.

    ResponderExcluir
  11. Assim é a vida!.. A ternura mistura-se a saudade quando um ser vai. Você sabe que um, dia o reencontro se dará e a plena alegria se restaurará.
    Um abraço,
    Élys.

    ResponderExcluir
  12. Boa tarde, Luconi.
    Triste demais quando as lembranças surgem e nada podemos fazer para superar.
    se não nos fazem mal, prosseguir com elas faz parte.
    Um dia, quem sabe poderemos reviver edte amor?
    Emocionante.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  13. Boa tarde, Luconi.
    Triste demais quando as lembranças surgem e nada podemos fazer para superar.
    se não nos fazem mal, prosseguir com elas faz parte.
    Um dia, quem sabe poderemos reviver edte amor?
    Emocionante.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  14. Olá, querida Luconi
    Saudade de passar por aqui... estou entre bisa e netinhos...
    O tempo nos leva os que amamos um por um de uma forma ou outra... e, no desapego, a gente sente saudade mas é necessário crescermos muito... entretanto, dói demais e aliviamos a dor intensa com um poema tão lindo como o seu...
    Seja feliz e abençoada!!
    Bjm fraternal

    ResponderExcluir
  15. Oi Luconi,
    Um abraço fraterno retornando também minhas visitas e leituras no blogspot.Seus textos e mensagens são sempre tocantes,emocionam a gente,este particularmente,reflete bem sua capacidade de escrever com o coração.Costumo pensar também que para o Amor não existe tempo,nem espaço,nem fronteiras e a saudade de quem parte é consolada sim por estas lembranças marcantes na vida de quem se quer bem.Tudo é só questão de paciência e aceitação da parte de quem fica e verbalizando essas emoções ajuda muito ao longo da caminhada terrena.Meu carinho e amizade por você já almejando um Dia das Mães bem especial!

    ResponderExcluir
  16. Lindo e emocionante, minha amiga!
    Sei, não é fácil superar a dor dessa separação... e como sei...
    Que Deus conforte seu coração, pois com certeza seu amor está em paz ao lado do Pai, que é o lugar onde estão nossos amores!
    Um abraço, Luconi.

    Hoje atualizei meu blog, fiz um post especial para os nossos amores que partiram. Passa lá...

    ResponderExcluir
  17. Olá 1 Estou passando pela primeira vez para conhecer o blog . Teu poema nostálgivco muito me tocou . A dor da saudade é triste eu sei , mas só tem essa saudade quem muito amou e foi amada . Paz prá vc. ! Que Deus a conforte ' Abcs.

    ResponderExcluir
  18. Olá querida!
    Passando para uma visita...
    Estou voltando aos poucos. Me recompondo dos problemas com
    doenças em família.
    Vim deixar o meu abraço!

    ResponderExcluir
  19. Luiz, há quanto tempo...
    Que texto tocante minha amiga, muito forte e doloroso.
    A dor da separação é terrível, porém, com todo respeito ao teu luto, ao menos tu sabe que Luiz partiu te amando. Acredito ser muito mais triste a dor da separação por falta de bons sentimentos, com ódio, rancor, mágoas...
    É triste demais separações por luto, sei porque já me ocorreu com amizade, mas quando meu amigo partiu, eu sabia o quanto era especial para ele, o quanto partiu nutrindo somente bons sentimentos por mim. A morte não teve o poder de destruir tudo de bom que houve entre nós. E assim tu deve encarar tua breve estada por aqui com a ausência física do Luiz, porque a certeza do reencontro é que será maravilhoso, pois não haverá nada que impeça que se amem novamente.
    Fica na paz e na luz minha querida.
    Aproveito para avisar que não estou mais com o Coluna da Mi há alguns meses e sim, com um novo blog. É preciso renovar, não é mesmo? E seria uma honra poder ter tua companhia por lá se quiser me acompanhar. Já te acompanharei aqui com minha nova conta.
    Beijos e Deus te abençoe e te ilumine.

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderExcluir
  20. Ao passar pela net encontrei seu blog, estive a ver e ler alguma postagens é um bom blog, daqueles que gostamos de visitar, e ficar mais um pouco.
    Eu também tenho um blog, Peregrino E servo, se desejar fazer uma visita.
    Ficarei radiante,mas se desejar seguir, saiba que sempre retribuo seguido também o seu blog. Deixo os meus cumprimentos e saudações.
    Sou António Batalha.

    ResponderExcluir
  21. Marcia sem noticias sua sem seu telefone
    ficou diffícil meu contato contigo.
    Beijos saudades.

    ResponderExcluir
  22. Linda e sensível poesia Marcia.
    Saudades de você.
    abração com carinho

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO

LUCONI