Seguidores

TRADUTOR

domingo, 6 de maio de 2012

CONSOLO DE MARIA




A mãe sorri levemente,
ao ver o filhinho no berço,
entregue a profundo sono,
de um anjo parece o semblante.

O amor que ela sente,
tão grande no peito não cabe,
imagina-o homem feito,
aninhando-se em seu abraço.

De repente uma imagem,
na mente lhe aparece,
a Virgem Maria guardando,
o seu Filho na cruz do calvário.

Que dor ela sentiu,
ao ver o Filho amado,
açoitado e maltratado,
na cruz crucificado.

Deve lhe ter perguntado,
porque Filho querido,
foste Tu designado,
para ser imolado?

Com certeza o Pai Altíssimo,
desta mãe se apiedou,
permitindo que a resposta,
fosse dada sem demora.

Porque o Pai me escolheu,
e eu sem demora aceitei,
em mim eu já sentia,
dor de ver meus irmãos que se perdiam.

Ajudá-los a despertar,
do sofrimento os livrar,
dentro de meu livre-arbítrio,
eu quis sim ajudar.

De meu amor conhecedor,
o Pai um presente me ofertou,
a humanidade me concedeu,
meu rebanho agora são.

Então querida Mãe haverei de reuni-lo,
nenhuma ovelha se perderá,
então a pena terá valido,
pois Teu Filho verás feliz.

A mãe volta olhar o bercinho,
lágrimas escorrem pelas faces,
a missão agora entende,
fazê-lo feliz somente.

Luconi

05-02-2010

Texto inspirado no poema de Pan Y Vino, NO TEMPO EM QUE CORRIAS PARA OS MEUS BRAÇOS, JESUS

16 comentários:

  1. Querida Amiga.
    Um poema lindo verdadeiro e comovente ..
    Seu poema me fez refletir quando nos queixamos
    das nossas dores esquecemos a dor que Jesus passou por nos na cruz do calvário.
    Nos esquecemos da dor de Maria a mãe de Jesus .
    Maria sofre grande dor ao ver seu Filho Jesus coroado de espinhos e toda face dolorosa e ensangüentada de Jesus. Maria que ama Jesus com todo o coração compartilha no coração do sofrimento do filho. O coração de Mãe quer retirar cada espinho de Jesus para diminuir-lhe a dor, mas a obediência à vontade de Deus compreende que o sofrimento do Filho traz consigo a salvação de toda humanidade. Por isso, resolve silenciar e transmitir o amor de sua presença pura e maternal.
    Amada que Deus abençoe você grandemente dando forças como a de Maria.
    Estou sem palavras diante do seu poema onde o mor e a dor estão de mãos dadas.
    Conte comigo sempre te amo.
    Uma noite abençoada e sua semana também.

    ResponderExcluir
  2. ah minha amiga, eu fico pensando pensando será que Ele conseguiu? olho pro mundo e me bate a dúvida... bjuuu

    ResponderExcluir
  3. Quando o amor se torna incondicional...
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  4. Muito belo Luconi!
    Abençoada seja Maria e todas as Mães deste mundo!

    Beijos meus com muito carinho
    Sónia

    ResponderExcluir
  5. Um poema lindo e emocionante, parabéns.Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Maravilhosa poesia, bem inspirada, como sempre,Luconi! beijos,tudo de bom,chica e ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Luconi,
    Outra daquelas suas poesias maravilhosas e muito inspiradas,que deixa transparecer quão grande é a sua Fé,parabéns!
    Abraços fraternos e já desejando Feliz Dia das Mães visto que me ausento um pouco.

    ResponderExcluir
  8. Emocionante Luconi! Adorei! Penso que nesse ponto quase todas as mães se assemelham à Virgem Maria, em todo o amor pelos filhos que parece não caber no peito! Uma linda homenagem a todas as mães! Bjs e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  9. Adoro seus escritos e este não poderia ser diferente, né minha querida? Parabéns, ótima inspiração... Obs: Uma pergunta: Nunca pensou em escrever um livro???

    Uma semana linda e abençoada pra você...

    Um abraço, Tati.

    Att.

    ResponderExcluir
  10. Oi Luconi!
    Que lindo e forte poema.
    Repleto de emoção e carinho.
    Uma ótima semana para ti.
    abração com carinho

    ResponderExcluir
  11. Oi, Luconi. você encontra o ritmo e a hamonia ideal nas palavras para construir um santuário poético de amor de mãe e filho. Isso é muito belo!

    Tudo bem com você e família? Seu marido está melhor? Torço, desejo e rogo para que tudo corra da melhor forma possível para vocês aí. Muita paz e bem.

    ResponderExcluir
  12. Olá amiga Luconi. Lindo e comovente. Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Olá, Luconi! Uma mãe pode ser a criatura mais doce, mas na defesa de seu filho, uma fera indomada... adorei o poema, que mostra o lado doce das mães, o amor pelos seus filhos.

    ResponderExcluir
  14. .


    Voltei só para dizer
    que tenho muita honra
    em seguir teu blog.

    Um beijo.

    Palhaço Poeta





    .

    ResponderExcluir
  15. Linda postagem,
    linda imagem e sem palavras
    mais para expressar tamanho
    poema, singelas palavras a descrever
    o que vai num coração de uma mulher
    que vive pelos seus filhos, acalentando
    suas almas, aprimorando neles o brilho...

    Luconi minha queride
    um feliz dias das mães antecipado
    a você, como aquela que deu a vida
    e floriu vendo netos também a
    nascer...

    Parabéns

    Bjinhus

    Livinha

    ResponderExcluir
  16. Luconi, vim conhecer seu espaço que achei magnifico, palavras, poemas d'alma.

    Agradeço-lhe as suas palavras deixadas no blog de Evanir, sobre o meu poema "Espirito".

    Abraço
    Cecilia Vilas Boas

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS SEU COMENTÁRIO É UM INCENTIVO E CARINHO

LUCONI